Skip to main content

Pérolas

Um dos itens mais valiosos das joalherias são as pérolas. Mas quem compra um colar ou brincos de pérolas, muitas vezes, não faz ideia do que isso representa e nem como ele foi feito.

As pérolas são um mecanismo de defesa das ostras contra objetos estranhos que acabam parando no interior das conchas. Quando um grão de areia, um parasita ou qualquer outro material orgânico entra em contato com a manta que protege os órgãos internos do molusco, tem início o processo de produção de uma pérola. 

Em algumas situações, esses parasitas podem até causar algum dano, e para evitar complicações, o organismo da ostra passa a depositar o nácar, também conhecido como madrepérola, no intruso. A substância é a mesma que forma a parte interna da casca, portanto é rígida, e o objeto recebe diversas camadas para atingir a sua forma final, por isso existem pérolas mais resistentes.

As pérolas podem ser produzidas pelas ostras naturalmente ou de forma cultivada, e o processo que resulta neste artefato é o mesmo em ambos os casos. As naturais são muito mais raras, especificamente a variedade esférica, que é muito procurada para confecção de joias.

As pérolas de água salgada têm uma camada de nácar mais fina se comparadas com as de água doce, o que faz com que sua durabilidade seja de aproximadamente 70 anos. Em contrapartida, as de água doce são mais rígidas e têm a camada de nácar mais grossa, aumentando sua durabilidade: 100 anos em média.

As joias produzidas em água salgada são supervalorizadas, principalmente por serem mais raras e pelo fato da sua produção ter um custo mais alto, já que uma ostra produz no máximo cinco joias. Por outro lado, as pérolas de água doce tem um custo mais baixo, porém, possuem tanta qualidade e beleza quanto às de água salgada.

Como acompanham o formato interno das conchas, as pérolas podem ter formas variadas. As perfeitamente esféricas são mais raras e geralmente nascem no centro da ostra. Já nas extremidades surgem pérolas com irregularidades e formas diferentes – com estrias e formato achatado, por exemplo.

Aproveite o seu conhecimento sobre as pérolas e adquira a sua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *