Na antiguidade era muito comum o uso de joias que tinham um profundo significado. Reis e rainhas, não raro, tinham joalheiros especiais que trabalhavam unicamente para eles, confeccionando verdadeiras obras de arte em forma de anéis, coroas e colares. Ainda hoje é assim. Prova disso é a famosa coleção de joias da rainha da Inglaterra, Elizabeth II.

Mas seriam, essas joias, apenas objetos inanimados destituídos de qualquer significado? A resposta é não. O valor de um anel, pulseira, pingente ou de qualquer outro adorno é maior conforme a sua história e o que ele representa. Assim, não basta apenas ser de ouro, prata ou conter pedras preciosas, o significado desse artefato é o que dará o verdadeiro valor dele.

As joias da monarquia inglesa são grandes exemplos de peças com significado. Kate Middleton usou, em seu noivado com o príncipe Willian, o mesmo anel utilizado pela princesa Diana quando esta noivou com o príncipe Charles. Esse fato tratou-se de um verdadeiro símbolo de como a Duquesa de Cambridge se espelha na independência e força que a, então princesa, Lady Di, sempre carregou.

O Anel do Pescador é outra joia com um profundo significado. Ele é o símbolo oficial do Papa. Presente na IgrejaALIANÇA LISA SATURNO EM OURO 18K COM 6,5 MM DE LARGURA ANATÔMICA COM DIAMANTES Católica desde a Idade Média, essa peça é toda feita em ouro e, segundo a tradição, cada vez que um papa morre, ela é destruída e, com seu ouro é confeccionado um novo anel. O papa Francisco foi o primeiro a quebrar a tradição preferindo usar um feito em prata, simbolizando assim a pobreza dos franciscanos, Ordem a qual pertenceu.

Você não precisa ser um rei ou um líder religioso para ter sua própria joia com significado. A Kumbaya Joias oferece lindas peças para você utilizar em diferentes situações em sua vida.

Se interessou? Acesse aqui e conheça mais as nossas coleções.

 

Categorias: Uncategorized

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *